Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cinco de Cada Vez

A fotografia tem pouco a ver com as coisas que vemos, e muito a ver com a forma como as vemos..

A fotografia tem pouco a ver com as coisas que vemos, e muito a ver com a forma como as vemos..

Cinco de Cada Vez

27
Jul19

Just Come Tours


cincodecadavez

IMG_9743.JPG

IMG_9803.JPG

IMG_9718.JPG

IMG_9704.JPG

IMG_9716.JPG

Há males que vêm por bem, e o encerramento temporário de parte do percurso dos Passadiços do Paiva, resultou numa aventura das boas..

Por força da dita impossibilidade, terminámos o percurso dos Passadiços na Praia do Vau e, na verdade, não houve muito tempo para decidir como seria o regresso à viatura, porque imediatamente surgiu o Gonçalo da Just Come Tours, com uma proposta irrecusável..

Ía levar-nos ao Areinho, não sem antes fazermos um passeio de uma hora, no jipe da Just Come Tours, por caminhos pouco explorados nas serras do concelho de Arouca..

Muitos tons de verde, muita emoção..

Apesar de ter sido rigorosamente há um ano, recordo-me bem que num determinado momento do passeio, e por estradas apenas percorridas pelos carros de bombeiros, o jipe estava na vertical, eu em pânico, e o guia a rir e a garantir que estava tudo controlado..  Tudo, menos o meu nervoso miudinho, que prefiro andar de carro quando eles estão na horizontal..

À medida que o jipe desbravava terreno, com os adolescentes em pé sempre que era permitido, o nosso guia ía explicando onde estávamos e, percebendo que tinha a bordo uma maluca das fotografias, era simpático ao ponto de parar para me deixar fazer os meus clicks..

Por fim, e depois de uma paragem mais longa para descanso e contemplação, num local idílico e com vistas inacreditáveis, lá voltámos ao Areinho, por caminhos de aldeias de xisto e de gentes simpáticas, com muita certeza de voltarmos um dia a usufruir dos serviços da Just Come..

Recomendo muito..

25
Jul19

Passadiços do Paiva


cincodecadavez

 

IMG_9659.JPG

IMG_9671.JPG

IMG_9628.JPG

IMG_9686.JPG

IMG_9578.JPG

Só na véspera de fazer os Passadiços do Paiva, descobri que não poderia fazer o percurso completo, por motivo de obras de manutenção de parte da estrutura..

Já estava instalada no Hotel Dom Pedro, em Arouca, estava tudo agendado, e não desistimos por isso.. Suspeito até que algumas pessoas do grupo ficaram secretamente felizes pela impossibilidade de percorrer os 8 Km..

No meu caso, confesso que preferia ter tido oportunidade de fazer o percurso completo, para viver a experiência no seu pleno, nomeadamente percorrer a ponte suspensa sobre o rio.. Ficará para uma próxima..

Se antes apenas era possível percorrer o vale do Paiva aos que se aventuravam em barcos de rafting e caiaques, os Passadiços do Paiva, localizados na margem esquerda do Rio Paiva, no concelho de Arouca, distrito de Aveiro, vieram tornar esse percurso acessível a todos..

O acesso pode ser feito pelas extremidades, Espiunca ou Areinho e depois de ganharmos coragem para iniciar o percurso, limitamo-nos a prosseguir pelas estruturas de madeira suspensas, ao som das límpidas águas do Paiva, admirando as vertentes rochosas ao longo das margens do Rio, parando nas sombras para descansar e beber água e, quem quiser, pode mergulhar nas praias fluviais que surgem ao longo do percurso..

 Não tenho total propriedade para aferir sobre a dificuldade da empreitada mas, sinceramente, não deixem de ir.. É verdade que o trajecto inclui desníveis acentuados, há escadas para subir, mas também há sombras, parques autorizados para merendas, e praias fluviais..

Para todas as informações e recomendações necessárias, o site é muito completo.

23
Jul19

Banksy


cincodecadavez

IMG_3258.JPG

IMG_3255.JPG

IMG_3264.JPG

IMG_3277.JPG

IMG_3300.JPG

Sábado de uma manhã de Julho, fazem-se filas para a praia e eu, em sentido contrário, vou para a Cordoaria Nacional.. Fiquei a ganhar!

 

Podia esperar até Outubro para ver a street art de Banksy, mas a curiosidade falou mais alto.. Genius or Vandal? é a exposição, não autorizada, do artista de Bristol cuja controversa obra anima o mundo da arte de rua contemporânea, sendo Banksy actualmente considerado o seu principal mentor..

 

Banksy é talentoso, mas também desafiante, misterioso, provocador, completo e genial.. 

Respondendo à pergunta que dá nome à exposição, Genius or Vandal?, nunca me ocorreu que a resposta pudesse ser Vandal.. Não é isso que se vê, não é esse o intuito.. Pelo contrário, sente-se aquela inquietude própria que nos invade quando apreciamos qualquer forma de arte..

 

O público de Banksy é heterogéneo, mas as suas provocações visuais conquistaram de imediato as gerações mais jovens, que se identificam com os protestos de linguagem simples e irónica, sob a forma de stencil art, de um artista que quase assume a forma de um mito, por força do mistério que o envolve..

 

Anticonsumismo, alterações climáticas, ética, polícia, guerra, política e cultura, são temáticas recorrentes no trabalho de Banksy, que pode ser encontrado em cidades como Bristol, Londres, Nova York, Sydney, Paris, Gaza, e muitas outras, pelo menos enquanto não são vandalizadas ou, até, removidas..

 

 

“ We can´t do anything to change the world until capitalismo crumbles. In the meantime we should all go shopping to console ourselves.”

 

Banksy

 

“ The greatest crimes in the world are not committed by people breaking the rules but by peolpe following the rules. It´s people who follow orders that drop bombs and massacre villages.”

 

Banksy

 

Pág. 1/3