Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cinco de Cada Vez

A fotografia tem pouco a ver com as coisas que vemos, e muito a ver com a forma como as vemos..

A fotografia tem pouco a ver com as coisas que vemos, e muito a ver com a forma como as vemos..

Cinco de Cada Vez

05
Jun19

Monsanto a preto e branco


cincodecadavez

IMG_2089.JPG

IMG_2115.JPG

IMG_2093.JPG

IMG_2086.JPG

IMG_2087.JPG

Monsanto também fica bem a preto e branco..

O galo no topo da Torre de Lucano, na quinta fotografia, é uma réplica do galo original que a aldeia de Monsanto recebeu como prémio no concurso A Aldeia Mais Portuguesa de Portugal. O galo verdadeiro é em prata e está ao cuidado da autarquia. 

A aldeia é detentora do título desde 1938 porque, apesar de outras aldeias poderem ser merecedoras de honrosa classificação, após a primeira edição do concurso, que pretendia destacar as aldeias que mantinham as suas tradições e celebravam o estilo de vida rural, este não voltou a repetir-se e assim ficou Monsanto como a Aldeia Mais Portuguesa de Portugal..

03
Jun19

Monsanto a Aldeia Mais Portuguesa de Portugal


cincodecadavez

IMG_1789.JPG

IMG_1952.JPG

IMG_1934.JPG

IMG_1967.JPG

IMG_1949.JPG

Simultaneamente bela e rude..

Um solarengo sábado de Maio foi o dia escolhido para visitar Monsanto, a Aldeia Mais Portuguesa de Portugal, assim eleita em 1938 e ainda detentora do título..

A aldeia do distrito de Castelo Branco, cujos gigantes penedos são inconfundíveis, é um verdadeiro tesouro histórico que merece ser explorado..

Em 1165, após apoderar-se daquelas terras, D. Afonso Henriques doou Monsanto à Ordem dos Templários..

Situada nas encostas íngremes de uma colina, no cimo da qual foi edificado o castelo, a 758 metros de altitude, Monsanto oferece-nos vistas tão deslumbrantes quanto abrangentes, às quais é impossível permanecer indiferente..

A partir do centro da aldeia é possível fazer a subida às ruínas do castelo e o percurso é bastante exequível mas, infelizmente, só o conheci no sentido inverso, ou seja, ao descer do castelo para a aldeia..

E porquê? Ora, porque, quando saímos de casa com adolescentes, coisas inesperadas acontecem e, sem qualquer aviso prévio, fui induzida a trepar penedos gigantes e a saltar, literalmente de pedra em pedra, até chegar ao castelo..

Uma coisa linda e nada desgastante..

Mas a vista compensou e, depois das fotografias e recuperado o fôlego, iniciei a descida pelo caminho indicado para o efeito..

Já na aldeia, encontrei uma senhora que estava sentada à porta de casa a fazer Marafonas.. Se alguém não souber do que se trata, esclareço que não é um prato típico da região, mas sim uma boneca de trapos vestida com traje colorido, mas sem olhos, boca, nariz e ouvidos. As Marafonas simbolizam a fertilidade e são típicas de Monsanto e de outras aldeias da Beira Baixa..

Já perto das 15 horas entrámos, triunfantes e estafados, na Adega Típica o Cruzeiro, restaurante que, apesar das suas linhas modernas interiores, não destoa da pitoresca aldeia e oferece vistas panorâmicas lindíssimas..

A gastronomia regional é a especialidade da casa e o arroz doce é de comer e chorar por mais..

 

Gostava que os meus avós tivessem uma casa em Monsanto..

 

13
Mai19

Alpedrinha


cincodecadavez

IMG_7526.JPG

IMG_7587.JPG

IMG_7519.JPG

IMG_7624.JPG

IMG_7591.JPG

Passear pelas ruas de Alpedrinha, é uma espécie de encontro entre o passado e o presente, onde em cada esquina encontramos uma fonte, um chafariz, uma Casa Senhorial, um Solar, uma Igreja.. 

 

Em Setembro, os habitantes de Alpedrinha abrem as portas de suas casas e convidam os visitantes a entrar, provar os seus produtos, num convívio que é tradição do Festival da Transumância, também conhecido como Festival dos Chocalhos. É ao som destes últimos, e dos tambores, que quase podemos ser pastores por um dia, ao acompanhar os rebanhos numa caminhada entre o Fundão e Alpedrinha.

 

Foi a partir de Alpedrinha que segui caminho para Alcongosta, onde a cereja é rainha.. 

 

 

12
Mai19

Castelo Novo


cincodecadavez

IMG_7261.JPG

IMG_7207.JPG

IMG_7251.JPG

IMG_7177.JPG

IMG_7305.JPGNão se fica indiferente a Castelo Novo.. Uma das aldeias históricas de Portugal, situada numa encosta da Serra da Gardunha..

 

As casas senhoriais, o som da água que corre nas várias fontes, o património cultural e a vista do castelo, edificado a 650 m de altitude, fazem de Castelo Novo um ponto de visita muito aconselhável, para não dizer obrigatório..

 

Inesquecíveis são também as amorosas portas e janelas de madeira, ora amarelas, ora azuis, ora verdes ou laranja..

 

Um amor de aldeia..