Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cinco de Cada Vez

A fotografia tem pouco a ver com as coisas que vemos, e muito a ver com a forma como as vemos..

A fotografia tem pouco a ver com as coisas que vemos, e muito a ver com a forma como as vemos..

Cinco de Cada Vez

20
Fev21

Miranda do Douro - O Cruzeiro Ambiental


cincodecadavez

IMG_7833.JPG

IMG_7884.JPG

IMG_7820.JPG

IMG_7823.JPG

IMG_7890.JPG

Retomando o relato do passeio por terras de Bragança, o dia que reservámos para Miranda do Douro, não nos permitiu visitar os famosos burros da região.. Toda a atividade estava interdita por motivos Covid..

Com a região de Miranda do Douro em alerta máximo, não quisemos alongar-nos muito pela cidade, no entanto, não ficou por fazer o Cruzeiro Ambiental da Estação Biológica Internacional..

O percurso tem a duração de uma hora e cruza imponentes e belas paisagens em plena reserva natural do Douro Internacional.. O rio faz a fronteira entre Portugal e Espanha e, assim que a embarcação inicia a trajetória, pede-se silêncio.. Quase dá a sensação de transpormos um portal para outro mundo..

A beleza das arribas do vale escarpado do Douro, refletida nas tranquilas águas internacionais, quase nos esmaga, enquanto a Guia Laura nos oferece as explicações sobre a fauna, flora e geologia circundantes..

No regresso, temos a possibilidade de fazer o percurso no terraço exterior da embarcação, o que torna a comunhão com a envolvente bastante mais eficaz e memorável..

Em visita a Miranda do Douro, recomendo mesmo que faça este cruzeiro, e que não vos falte a oportunidade de explorar melhor a cidade, sua cultura e gastronomia.. A nós, o Covid tirou a oportunidade e a vontade..

13
Set20

Rio de Onor


cincodecadavez

IMG_7492.JPG

IMG_7515.JPG

IMG_7553.JPG

IMG_7467.JPG

IMG_7547.JPG

Ainda pela Rota da Terra Fria, visitámos Rio de Onor que, em 2017, foi eleita vencedora das 7 Maravilhas de Portugal, na categoria de Aldeias em Áreas Protegidas..

No Parque Natural de Montesinho, esta aldeia tipicamente transmontana, com as suas casas de xisto, alpendres floridos, e população envelhecida, é conhecida pelas suas caraterísticas de vida comunitária, em que a partilha de terrenos agrícolas, fornos e rebanhos ainda se mantém presente em alguns aspetos do quotidiano..

Rio de Onor faz fronteira com a homónima espanhola Rihonor de Castilla, e os habitantes de ambas as aldeias convivem em alegre harmonia, qual família alargada..

Percorremos a aldeia a pé, apenas para constatar que os habitantes são em número reduzido, ocupando-se das suas hortas ou do escasso comércio, num tempo que ali parece correr mais lento..

Atravessada pelo rio de seu nome Onor, claro está, esta aldeia de tradições merece uma visita sem pressas e que, preferencialmente, inclua uma conversa demorada com os habitantes que orgulhosamente defendem a história da vila do concelho de Bragança..

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub